Skip to content

Wet’n Wild SP: um parque aquático que surpreende

Atualizado em: 23 jan, 2020

O Wet’n Wild foi um parque que nos surpreendeu, positivamente. O dia de conhecer o parque chegou um pouco tarde. Tentamos outras vezes conhecer, mas foram tentativas frustradas, pois ou estava frio ou chovendo. Mas agora estamos aqui para contar tudinho sobre a nossa experiência.

Vou ser sincera e contar que sempre que passávamos por ele para ir ao Hopi Hari, pensava que seria um parque pequeno, sem muitos diferenciais. Ledo engano! Pela estrada não temos noção de seu tamanho, e suas atrações são muito bacanas, algumas delas ficam em pé de igualdade com atrações dos parques aquáticos mais famosos do Brasil.

Wet'n Wild

Onde fica o Wet’n Wild São Paulo?

O Wet’n’Wild está a 72 km de São Paulo, na Rodovia Bandeirantes, portanto é um bate-e-volta tranquilo, nada cansativo. O horário de funcionamento depende muito da época do ano, por isso consulte sempre o calendário do parque.

O parque possui um amplo estacionamento, mas vá preparado, pois o custo é salgado: R$ 50 reais pelo período todo (jan/2020). Tem a opção do estacionamento VIP, que fica um pouco mais perto da entrada do parque, é R$70 e precisa ser comprado com antecedência pelo Televendas. Consulte sempre o site do parque pois os valores podem ser atualizados.

Tem água quente no Wet’n Wild São Paulo?

Sim!! Um grande diferencial do parque é que de maio a agosto os visitantes podem curtir as piscinas do parque aquático com água aquecida. Todas as piscinas ficam com a temperatura entre 26ºC e 28ºC, e na Ilha Misteriosa do Cascão e Jacuzzis a temperatura é maior, ficando entre 32ºC e 36°C. Itupeva é uma região bem quente, com poucas chuvas, mas nada como uma água quentinha para incentivar a viagem, não é mesmo?

parque aquático em SP

Um dica importante, compre seu ingresso com antecedência através da loja virtual do Wet’n Wild, ou em pontos de vendas espalhados em várias cidades, pois o valor de bilheteria lá entrada é bem mais caro. Na loja virtual do parque sempre tem promoções, combos, então aproveite, planeje com antecedência e aproveite a economia.

E se você acha que o tempo está assim “meia-boca”, ameaçando chuva, mas mesmo assim quer tentar o passeio, compre o “Garantia Contra Chuva”: por apenas R$10 reais a mais, se chover no parque durante sua visita você ganha outro ingresso para voltar outro dia. Sem o seguro não tem choro: choveu, perdeu!

Como é passar o dia no Parque Aquático Wet’n Wild SP

Na entrada do parque as mochilas são revistadas, pois não é permitido entrar com bebidas e alimentos. Demos sorte de irmos em um dia bem tranquilo. Mas só descobrimos chegando lá e após comprar uma Cabana Village com medo da “muvuca”. Vou contar mais ao final desse post sobre a Cabana.

Como estávamos na Cabana não alugamos os armários. Mas eles disponibilizam armários, boias e toalhas, sempre depositando um valor maior para caução, que é devolvido no final do dia. A fila costuma ser grandinha.

Aluguel de boias no Wet'n wild

Para consumir no parque você também pode adquirir o “Wet Money”, uma pulseira de consumo onde você coloca créditos antecipadamente e roda tranquilo com ela pelo parque e atrações. Mas se preferir também pode usar seus cartões de débito ou crédito em todos os pontos de alimentação.

Aluguel de Boias: lá no Wet’n Wild as boias das atrações não são pagas. Mas caso queira uma boia para desfrutar um relax no Lazy River (rio lento) ou curtir as marolas da piscina de ondas, precisará alugar uma. Como o parque estava tranquilo no dia da nossa visita, conseguimos boias que ficam avulsas por lá, sendo revezadas pelos visitantes. Num dia mais cheio isso seria mais complicado, com certeza.

As atrações do Wet’n Wild São Paulo

O parque como um todo nos surpreendeu. A paisagem interna é bem bonita, as passagens amplas, e fica nítido que foi um parque planejado por inteiro, e não como alguns que possuem os “puxadinhos”, cresce aqui, depois de um tempo cresce ali, e assim por diante, formando caminhos sinuosos e difíceis para o visitante.

rio lento

As áreas ao redor do parque são lindas, uma área verde muito bem cuidada com redes de descanso. São um convite para descansar enquanto as crianças se divertem pelo parque.

área de descanso

Crianças pequenas no Wet’n Wild, vale a pena ir com elas?

Com certeza sim. O Wet’n Wild possui uma área infantil linda e coberta (teto retrátil), a famosa Ilha do Cascão. Uma área completa para os pequenos e com água bem quentinha. Lá dentro os pais tem cadeiras e mesas para assistir toda a diversão.

Ilha do Cascão

O que achei incrível na estrutura é que se chove, as crianças nem percebem. E também não há aquele “ventinho” que preocupa as avós de plantão. Nos meses mais frios, como disse lá em cima, as temperaturas dessa área ficam entre 32ºC e 36°C.

De presente aos pais, na Ilha do Cascão tem duas jacuzzis relaxantes. Pais relaxados e filhos felizes na Ilha do Cascão. Mas a criançada também pode ser feliz fora da Ilha do Cascão. No outro extremo do parque está outra área divertida: a Kids Lagoon.

Kids lagoon Wet'n Wild

Diversão para todas as idades

A piscina de ondas é bem grande, e suas ondas são bem gostosas. As marolas no fundo são altas, deu realmente aquela sensação de estar no mar fora da arrebentação. Passaria fácil o dia todo ali!

Piscina de Ondas Wet'n Wild

Ao redor da piscina de ondas existe um enorme solarium, repleto de espreguiçadeiras. O palco de eventos fica lá no fundão, e durante nossa visita aconteceram aulas de hidro, brincadeiras com os visitantes, concursos de dança, etc.  Muito animado! Notem que atrás do solarium, em ambos os lados da piscina de ondas existem cadeiras cobertas, em dois andares. Ponto de apoio é o que não falta por lá para os visitantes. 

wet'n wild

Contamos três toboáguas moderados que são bons para descer em família, daqueles que até os avós moderninhos encaram. As quedas não são radicais e as curvas tranquilas. Em cada um deles existem opções de descida em boias com uma pessoa, duas ou até quatro.

Tobogã wet'n wild

As filas costumam ser grandes, e você tem que subir com a boia então é meio chatinho, mas vale a pena.

wet'n wild

Lago do Wet’n Wild SP

Um das surpresas na nossa visita foram as atividade no lago! Essa área nos fez lembrar demais do lago que tem dentro do Hot Park em Goiás, Rio Quente.

Lago do Wet'n Wild SP

No lago do Wet tem pedalinhos, caiaques e stand up paddle para os visitantes. Na mesma área tem o “Wet Adventure”, uma trilha de arvorismo com 120 metros de extensão. Essas atividades no lago são pagas separadamente.

Lago do Wet'n Wild SP

As atrações radicais do parque

Claro que são as atrações mais disputadas, e ao passar pelo portal abaixo tenha paciência para enfrentar as filas.

Wet'n Wild SP

São seis atrações radicais e entre elas está a sensação do parque, que é um dos quatro toboáguas mais altos do mundo em altura – o Meteor. Se considerarmos o “tipo” do brinquedo, é o maior toboágua de cápsula do mundo, daquele que o chão abre e você literalmente, cai. São 40 metros de altura.

m

Fotos do Wet’n’Wild

Quem aí tem coragem??

Fizemos um estudo comparativo dos maiores toboáguas do mundo lá no nosso Instagram, pois os primeiros no ranking são brasileiros, você sabia?  No início de 2019 um parque do sul do Brasil lançou um toboágua que entrou no ranking como o segundo maior do mundo, portanto o Meteor agora é o 4º toboágua mais alto do mundo até onde vai meu conhecimento.

Gostamos muito de descer o Vortex, aquele enorme funil que avistamos da estrada quando passamos pela Rodovia dos Bandeirantes. Mesmo com o lançamento do Meteor, o Vortex continua sendo a atração ícone do Wet’n’Wild, pois foi o primeiro brinquedo no estilo “tornado” instalado no Brasil.

Alguns anos depois o Beach Park (Ceará) inaugurou o tornado “Vaikuntudo”, mas nós experimentamos ambos e juramos que ficam em pé de igualdade! Sorte dos paulistas, né?

Vortex
Segurança em todas as atrações. Aqui os visitantes são pesados juntos para evitar acidentes.

Outras atrações radicais também são disputadas, tem opção para todos os loucos. Esse é um tobogã, que acaba num funil, e você despenca na água.

O que comer no parque aquático Wet’n Wild São Paulo?

Depois de tanta brincadeira vem a fome, e então vem a dúvida: o que comer no parque aquático? A minha recomendação é fazer uma refeição leve no almoço e depois fazer alguns lanchinhos.

Encontramos muitas opções de fast food. Nosso almoço foi esse abaixo: espetinhos de carne, frango e linguiça, hot-dog e pãezinhos de alho e estava muito bom!

Dentro da área infantil “Ilha do Cascão”, encontramos um restaurante por kilo, com coisinhas que crianças curtem comer: arroz, frango ou carne, macarrão, nuggets, etc.
Fora da Ilha do Cascão e pelo parque só encontramos pontos de alimentação fast-food, nada de comida. A cerveja oficial do parque é a Amstel. Você vai encontra também churros, sorvetes e uma lojinha de balas FIni.

Esta matéria faz parte de uma Blogagem Coletiva  que acontece entre blogs de viagem do grupo do Facebook “Pequenos Grandes Viajantes”, cujo tema foi “Passeios Bate e Volta”. A blogagem reuniu mais de dez blogs nessa edição, e listo abaixo três links para matérias incríveis publicadas na Blogagem.

Destinos por onde andei – Bate e volta de Bruxelas à Antuérpia
Let’s Fly Away – Lista de bate-volta de Tóquio – dica de viagem para o Japão
Dani Turismo – 20 Passeios de Bate e Volta no Brasil

Para ler as demais, basta seguir os links indicados ao final de cada matéria. 

Você também pode se interessar por esses artigos

20 Passeios para crianças em São Paulo
7 Parques de Trampolim em SP
Parque da Mônica em SP – Shopping SP Market
Agenda Kids Janeiro – mês de férias escolares

Ingressos e endereço Wet’n Wild

Rodovia dos Bandeirantes, Km 72, s/n – Zona Rural, Itupeva – SP, 13295-000
Telefone: (11) 4496-8000
http://www.wetnwild.com.br/
Compra antecipada de ingressos: www.wetshop.com.br

Preços variam muito, nas épocas de férias, feriados os preços são mais altos. Na baixa temporada e meio de semana mais altos. Melhor consultar o calendário no site para escolher.

PARCEIROS

Vem pro Parque

Vem pro Parque

O Blog Vem pro Parque, agora é parte do Viagem em Detalhes. Dicas dos melhores parques do Brasil em detalhes para vocês.

9 Comments

  1. Wow, que bacana esse passeio. Já passei na frente do Wet´n Wild várias vezes e nunca visitei o lugar. Fiquei com vontade de ir um dia.

  2. Adorei saber mais do Parque, em especial as dicas sobre comprar o ingresso de forma antecipada (site) para ter melhores preços, e também de iniciar a brincadeira pelo Rio Lento, e reconhecer o local. Como sou medrosa haha acho que ficaria mesmo na parte infantil.

  3. Amo os inúmeros escorregas, piscinas e atrações que os parques aquáticos podem oferecer. Que chato esse lance da funcionária bancar uma de esperta para vender um serviço com valor agregado no parque. Eu gosto muito de alugar o armário, pq não tem estress… geralmente eles oferecem um cordão com cartão magnetico para consumo e você fica com as mão livres e despreocupados com os pertences.
    Também pego a piscina do rio lento para fazer o reconhecimento.. kkk.. já vai mapeando o lugar. Pena que não há mais no Rio, ele vivia cheio.. vai saber pq saiu da cidade? mistério!

  4. Adorei saber essa opção de bate-volta a partir de Sampa – ainda mais que envolve água e uma boa opção para quebrar a rotina de passeios que geralmente faço pela capital paulista!

  5. Taí uma surpresa pra mim, já tinha tirado o Wet da minha lista porque meus meninos já são grandes, mas ela acabou de voltar depois que li esse post. Adorei!

  6. Como sempre um post bem completo com dicas legais e alerta de furadas. Amo parque aquático para ficar nessas boias lagarteando ao sol e achei interessante ter tantas opções tranquilas. As redes são tudo de bom. Pelo visto a área infantil tb me atenderia bem kkkkk. Não tenho coragem de ir nesses brinquedos radicais

  7. Como boa baiana não entro em água mais fria do que 24º rsrsrs, então meu número essas piscinas aquecidas

  8. Que legal essa dica de bate-volta de São Paulo! Eu não sabia que existia esse parque, como vocÊ disse o mais comum é sempre se falar no Hopi Hari. Que bacana oferecerem água aquecida no período mais frio. Ótima dica e amei as fotos

  9. Faz muito tempo (anos) que não vou a um parque aquático. Achei ótima a dica de bate-volta a partir de São Paulo 😉


Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

illust_bag2

Assine a nossa newsletter

e receba tudo em exclusividade :)

Assine a nossa newsletter

e receba tudo em exclusividade :)

CONTATO

Caso seja de sua preferência nos envie um email para [email protected] e teremos o maior prazer em te responder.